domingo, 15 de junho de 2008

Arco-íris incolor

- Que cor é o mundo?
- O mundo?O mundo todo?Hum...ele tem várias cores!
- Ah é?Legal!Mas poderia definir algumas?
- Bem,o mundo...O mundo tem um céu,que dizem ser seu telhado.O céu é azul.Bem claro...e tem algumas nuvens,branquinhas e macias.As cores do céu é como quando a gente dorme.Tranqüilas...e quando a gente olha pra ele..a gente sonha,como se estivesse dormindo.Mas quando tem aquelas tempestades,ele é escuro...como nossos pesadelos.
- Céu...não é lá também que existem outras pessoas?
- É sim...mas disso ainda não sei direito.Mas papai disse que mamãe foi pra lá.Ela deve estar feliz.
- Ela está em cima do telhado!
- Mas nunca mais descerá...
- Um dia você é quem sobe! Me conta mais cores?
- As árvores!Elas são verdes.Como o alface que a gente come.Mas elas tem galhos,e algumas dão frutos.São como as pessoas,cada galho é uma qualidade,mas nem sempre elas dão frutos...e muitas são extintas.E viram papel.
- Eu não queria ser uma árvore.Prefiro comer alface.
- Bobo! Ser árvore é legal,pois é ela quem dá o ôxigênio para respirarmos,e papel para os poetas escreverem!
- Olhando por esse lado...
- Ah!Aqui no mundo tem muita cor,muita coisa.Carros,prédios,casas ruas,brinquedos,roupas,praças...Mas preciso te contar sobre o sol...
- Aquele que faz a gente sentir calor?
- É,ele mesmo! Ele é meio vermelho...como o sangue,quando a gente se machuca.Às vezes nem é tanto o machucado que nos faz chorar,mas sim a quantidade de sangue que sai de dentro de nós.E meio laranja.Como a laranja que a gente chupa,meio ácida.Ele brilha muito,e como você disse,esquenta tudo.Sentir a cor dele é fácil.Dizem que ele representa a esperança...Porque ele aparece todas as manhãs e ilumina todos.É como quando a gente quer alguma coisa.Primeiro a gente sonha,e depois fica na expectativa.Demora,demora,mas um dia chega.Isso é ter esperança.E o sol é isso.Há noites em que choramos tanto e elas demoram tanto pra passar...mas aí,na manhã seguinte,o sol está lá...Como uma luz no fim do túnel!
- Gostei desse sol.Ouvi dizer que um dia ele e a lua eram namorados...
- Ah,sim! Mas aí eles tiveram que se separar! Mas não se preocupe,eles sempre se vêem no eclipse.Um dia te explico.A lua tem cor de queijo.
- Hum...
- Que mais gostaria de saber?
- Hum...as pessoas também tem cor?
- Sim! São muitas...brancas,negras,amarelas...mas algumas sofrem,pois existe muito preconceito para com elas.Isso é triste,e eu não gosto.
- E como as pessoas reagem diante das cores do mundo? Elas devem olhar o céu todos os dias e querer ir para lá,ou então confiar no sol ou dar valor a cada manhã,não é?
- Infelizmente não.Com toda a correria que a vida impõe,é raro alguém que observe essas cores.A maioria só enxerga a cor do dinheiro.Tem um que é verde como a àrvore...é o mais valioso.Mas o engraçado é que ele foi feito de àrvore... a cor permaneceu,mas dificilmente dá bons frutos.O céu é o menos procurado para aqueles que já não têm o sol em seus planos.Aí,o mundo vai ficando negro de tanta ganância,de tanta coisa feia,de tanta gente má.
- Então o mundo é negro para aqueles que não sabem enxergar a vida de outro jeito?
- É...seria isso.
- Isso é tão triste! Eu enxergo tudo negro...mas apenas pelo fato de você ter me definido algumas cores,já consigo colorir o que antes era incolor.Talvez falte pessoas que conte às outras como são as cores do mundo.
- Um arco-íris incolor,é isso que o mundo é.Quando há goteiras no telhado e a chuva inunda tudo,ele pode até pensar no sol...mas quando ganha suas cores,não sabe preservá-las.




::Ana::


2 comentários:

Sarah Toledo disse...

como fico tanto tempo sem passar aqui? seus textos são lindos, seu blog é lindo... quanta sensibilidade! gostei tanto de ler sobre as cores! foi como se eu mesma estivesse na escuridão escutando essa descrição...

até, minina! beso.

Amanda disse...

muito bem lembrado Ana ! precisamos olhar ao redor e ver que não só as cores do mundo desapareceram,mais o que mais importa que é o amor,já é quase extinto !
amei o texto , vc me faz refletir e ver como a vida ainda é linda !

beijo Ana,
DEUS conserve sua criatividade =D