quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Do diário de John


Vi que não é tão fácil.Nada é fácil.Vi que ninguém me entende.Ninguém se entende.

Paro,olho e escuto nessa linha de trem abandonada no meio de uma mata qualquer mas preciso que algum trem passe por aqui.Apenas hoje.

Hoje cansei mas amanhã sei que estarei disposto a lutar novamente.Hoje não houve ninguém que pensou comigo,lutou comigo, que falou comigo.E é disso que me canso.Admiro o ser humano,mas estou cansado deles.As mesmas perguntas,as mesmas respostas.Ter,querer,comprar,ser,ganhar.

Meu socorro já nem sei qual é.Não peço mais socorro.Não adianta,vivo na terra dos surdos onde também há cegos e mudos.

Um dia ouvi dizer que ainda existem pessoas que ouvem,falam e enxergam.Preciso encontrá-las.Não sei como.Talvez elas estejam paradas,olhando e escutando em alguma linha de trem,também esperando que outras iguais a elas cheguem.E depressa.


Foto e texto:Ana.

4 comentários:

|________Uerlle| || || |___| disse...

Pensa como eu!

=D.

Bjos!

Pri C. Figueira disse...

Oie!!

Por vezes me sinto assim tbém, parece que grito e ninguem me escuta... somos humanos e estamos sujeitos a falha, somos cheios de imperfeições e erros e a tendência é sempre as pessoas nos decepcionarem por mais que por momentos não sejam suas intenções... mas, mesmo que muitas vezes eu não veja meu socorro vem lá do alto!!!!
E Nele posso confiar!!!

Bjs...

Victor Canti disse...

muito bom, bem questionador...
me fez lembrar de O Mito da Caverna, do Platão....
o que é pleno de verdade..?!
bjs

Eduardo Vasconcelos disse...

Talvez a única forma de descobir se há outros em outras estações seja encontrar uma forma de chegar em outra estação. Talvez ela esteja vazia. Talvez esteja exageradamente cheia. Talvez exista só a necessidade de força para também procurar outras estações.

Muito bom o blog.

Te coloquei na minha lista de blogs, tudo Bem?

Abraços.