sábado, 6 de setembro de 2008

O viver



Seu Vicenal vivia varrendo vilarejos,
vagueava pela vizinhança e
entre ventos queria voar.
Sonhou que viajou com sua viola
e vislumbrou a vozearia das vítimas
e nos vales vulgares da vida
viu valentes vaidosos e virgens valiosas,
observou os vestidos no varal pouco antes do vendaval,
acordou do sonho e olhou para a vidraça,
pensou nos seus dias cheios de vírgulas,verbos e vivas
e sentiu que na verdade sua vontade era viver com você
entre vielas velhas e um vasto amor.


Foto e texto:Ana.

8 comentários:

Amanda disse...

que lindoooooo =D

|________Uerlle| || || |___| disse...

Interresante!

=D

Brigado pelo comentário lá no The Best só enriqueceu mais a postagem!

Bjos!

Saparada é o Amor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Saparada é o Amor disse...

Muito bom os seus textos.

Esse me lembrou o V do filme "V de vingança".

Que possamos acordar do sonho e sentir a VERDADE escondida em meio as virgulas, verbos e vivas, que não no fim foram só verborragia que nos fez sangrar...

Bju

Pri C. Figueira disse...

Oieee

Aiii, que lindo seu texto e tbém tão criativo!!!!!
Amei, lindo mesmo!!!

Bjs =)

Ana disse...

q poeminha fofo

amie seu espaço
linkando-te

bjxxxx
XD

|________Uerlle| || || |___| disse...

E essa saudade as vezes doi tanto né?

Beijos!

Victor Canti disse...

o viver, não importa quando, onde ou o motivo, é sempre recheado de sonhos...
sonhar é viver, ou viver é sonhar..?!