segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Descontentamento



Era um tempo pequeno em que as coisas eram tantas e tantas outras eram tudo.
Hoje,tudo tornou-se grande.As coisas agora são ternas,mas dispersas e o tanto é apenas querer.



Ana Raquel

7 comentários:

Mauri A. Oliveira disse...

'As coisas agora são ternas,mas dispersas e o tanto é apenas querer."
e muitas vezes nos prendemos por achar que é mais do que isso... belas palavras como sempre! estava com saudades das suas :D bjoss

Fabricio Fortes disse...

é uma arte rara saber combinar palavras e imagens de modo oportuno.
grata surpresa o seu blog.
:)

Ramon de Alencar disse...

...
-Como falas o muito com o pouco... este é o tanto.

Eduardo Trindade disse...

Hummm... O tempo muda (essa é a sua função), o importante é não morrer o encanto. Que as coisas sejam ternas e que o querer ajude a encontrar o que anda disperso.
Fiquei feliz com tua "volta"! De minha parte, estou de férias, mas logo volto e quero colocar em dia os nossos assuntos...
Abraços!

aline disse...

... que o pariu viu !!

Poetaaaaaaaaaaaaaaaa grande.

Dani Santos disse...

... coisas de tempo e vida e de quando nossos olhos se tornam maiores... nossos dias menores, nossa falta de jeito, nossas solidões e princípios...

que o tempo traga cor para os dias.

Abraço grande pra ti, ò menina dos olhos coloridos.

Monica Loureiro disse...

Bonita poesia, e seu Blog também !